fechar
Desenvolvimento infantil e dificuldades que podem surgir

Desenvolvimento infantil e dificuldades que podem surgir

  • 30 de agosto de 2021
  • Postado por: Toctoctoc

O desenvolvimento infantil saudável está diretamente relacionado à participação ativa na vida das crianças por parte dos pais ou outros responsáveis. Nessa missão, os adultos também precisam estar atentos às dificuldades que os pequenos possam ter pelo caminho e procurar auxílio profissional caso necessário.

A infância não é apenas um estágio de muitas brincadeiras e diversão. Ela é uma passagem importante na vida do indivíduo. Saber o que se passa com os filhos é importante para entender melhor suas necessidades e poder impedir problemas que possam atrapalhá-los.

Nesse sentido, é preciso conhecer os principais pontos avaliados no desenvolvimento infantil. O desenvolvimento físico tem relação com habilidades do corpo, como levantar o tronco, engatinhar e andar.

Já o desenvolvimento cognitivo diz respeito ao processamento de informações pela mente, como falar, compreender a linguagem e resolver problemas.

O desenvolvimento social tem a ver com as relações interpessoais além daquelas com os pais ou outros primeiros cuidadores, pois é quando a criança passa a interagir com colegas e amigos e a aprender normas sociais.

Por sua vez, o desenvolvimento afetivo está ligado às emoções dos pequenos, tais como birras, ciúmes e empatia.

MARCOS

O desenvolvimento infantil também engloba marcos principais, o que pode variar de criança para criança.

Entre um e dois anos de idade, os pequenos estão dando os primeiros passos e falando algumas coisas. Outra característica forte é a mudança de humor e as manhas. Um dos motivos é o fato de o bebê começar a se tornar criança, o que leva os adultos a não cederem tanto aos seus choros. Trata-se de uma fase de descobertas e há uma ruptura de necessidades, que não são mais prontamente atendidas.

Os choros e as birras mais fortes duram dos dois aos quatro anos. Aos três, as crianças já têm tem equilíbrio e controle do corpo, podendo, por exemplo, chutar uma bola. Por volta dos quatro, as brincadeiras imaginativas se destacam.

Dos cinco aos sete anos de idade, um marco importante do desenvolvimento infantil é a passagem do mundo imaginário ao concreto. As perguntas começam a mudar, havendo curiosidade, por exemplo, sobre a morte.

Amizades e interesses pessoais têm destaque dos oito aos nove anos de idade. É a fase dos amigos sólidos e da definição de preferências sobre atividades, como um esporte.

O marco do desenvolvimento infantil no período que vai dos dez aos 12 anos de idade são as mudanças hormonais, físicas e emocionais, o que faz com que a pessoa tenha comportamentos que antes não tinha. Há inconstância nos sentimentos, uma vez que, em alguns momentos, ela não se sente nem criança e nem adolescente.

SINAIS DE ATRASO

Embora seja necessária cautela para avaliar cada caso, há sinais que apontam possíveis atrasos no desenvolvimento infantil. Entre eles, estão dificuldade com a habilidade de linguagem e a compreensão da fala da criança e a dificuldade para desempenhar ações básicas de cuidados, como lavar as mãos e vestir a própria roupa.

Também entre os sinais estão as dificuldades com a coordenação motora ampla, responsável pelas ações dos principais músculos do corpo, tais como andar, dançar, pular e sentar, e com a coordenação motora fina, que fica a cargo dos pequenos músculos e dão à criança a capacidade de manipular objetos, desenhar, recortar e escrever.

A dificuldade para habilidade de interação social, ou seja, quando o pequeno se mostra arredio em todas as situações que saem do seu contexto familiar, também pode ser um sinal de atraso no desenvolvimento infantil.

Em todas as situações apontadas, é preciso considerar as circunstâncias e a frequência com que ocorrem. Por isso o acompanhamento de um especialista é importante.

FATORES

Qualquer criança pode apresentar algum tipo de atraso no seu desenvolvimento, mesmo que a mãe tenha tido uma gestação saudável, um parto sem intercorrências e que o bebê seja aparentemente saudável.

O mais comum, no entanto, é que esse atraso no desenvolvimento infantil afete crianças que tiveram complicações durante a gestação, no parto ou depois do nascimento.

Entre os fatores que podem influenciar, constam: complicação durante o nascimento, prematuridade, condição genética, síndromes que causam distúrbio de comportamento, dificuldades neuropsicomotoras e cognitivas, dificuldades na audição e/ou visão.

A ajuda profissional multidisciplinar, portanto, é necessária para oferecer à criança a possibilidade de melhorar o seu desenvolvimento e ter qualidade de vida. Quanto antes for feito o diagnóstico e iniciado o tratamento, melhores e mais rápidos serão os resultados.

Leia mais sobre o assunto nos livros que compõem o Kit Autonomia Infantil, da Sinopsys Editora, disponibilizado no portal Toctoctoc – Saúde emocional da família em sua porta.

Deixe um comentário

Seu comentário será moderado antes de ser publicado.

Seu endereço de e-mail não será publicado.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *