fechar
Cores: primeiros aprendizados da infância

Cores: primeiros aprendizados da infância

  • 27 de julho de 2021
  • Postado por: Toctoctoc

As cores são um universo à parte para a criança e possuem relação direta com a forma como ela começa a perceber o mundo e os objetos ao seu redor. As diferentes tonalidades captam seu interesse e despertam sua curiosidade. Por isso, têm papel fundamental nos primeiros aprendizados da infância e seu uso deve ser estimulado, seja por pais, cuidadores e educadores.

A primeira infância marca as rupturas iniciais na vida da criança, pois é um momento no qual sua cognição se expande rapidamente e precisa constantemente de estímulos e saberes.

Sendo assim, o conhecimento das cores é um dos importantes primeiros aprendizados da infância que vai nortear as atividades do indivíduo durante toda vida. Tudo o que a pessoa fará ao longo de seu crescimento, desde escolher um ônibus e até aprender as leis de trânsito, estará baseado nas cores.

Existem inclusive teorias que afirmam que as crianças que possuem maior estímulo com as cores têm maior facilidade de formação social e acadêmica.

Por esse motivo, é tão importante incentivar que as crianças tenham os primeiros contatos com formas simples de olhar para as cores, fazer associações e comparações. Para, assim, começarem a fortalecer os conceitos em uma fase que é a mais fértil em apreensão de informações.

Desenvolvimento Psicomotor

Com o passar do tempo, o aprendizado das cores fortalece determinadas áreas do cérebro e auxilia no desenvolvimento psicomotor.

As crianças ficam mais atentas com as cores que estão à sua volta, observando, por exemplo, que o céu é azul, a grama é verde e a maçã é vermelha. E, muitas vezes, com o lápis de cor ou giz de cera, repassam esse novo aprendizado para o papel.

As criações coloridas, até mesmo um rabisco sem sentido, significam que o desenvolvimento neuropsicomotor da criança está normal e que o crescimento dela está saudável. Demonstram que ela tem coordenação motora e se relaciona com o mundo à sua volta, representando-o nos desenhos.

Expressão, conhecimento das cores, coordenação, aperfeiçoamento das capacidades motoras, concentração, limites e paciência para concluir a tarefa. Tudo isso pode ser observado em uma criança enquanto ela se diverte colorindo.

Fases

A aprendizagem das cores na infância é um processo que, segundo alguns autores, passa por três fases.

Na primeira dessas fases, a criança é capaz de perceber as cores sem distingui-las. Já na segunda, consegue distinguir as cores e reconhecer que são diferentes. E na terceira, é capaz de comparar e relacionar dois objetos da mesma cor.

O processo de identificar o nome das cores geralmente ocorre a partir dos 16 meses de idade. Nessa fase, o pequeno mantém a atenção no que lhe é falado ou mostrado, o que facilita o aprendizado.

Jogos

Mesmo que algumas crianças demorem um pouco mais para adquirirem essas novas habilidades, o processo deve ser progressivo e natural. Existem vários jogos e brincadeiras adaptados a cada idade que auxiliam na aprendizagem das cores.

A elaboração de comidas coloridas também é uma forma de estimular a criatividade e a relação das crianças com as cores e o mundo, além de incentivá-las a se alimentarem melhor.

Outra dica importante é ter sempre materiais para colorir em casa, a fim de que as crianças possam utilizar os desenhos para demonstrar as associações com as coisas que se apresentam em sua rotina. Dessa forma, será possível perceber que, cada vez mais, o azul vai ser a cor do céu e o vermelho, a cor da maçã.

O que está por trás da dificuldade de identificação das cores?

A importância das cores na educação infantil

Deixe um comentário

Seu comentário será moderado antes de ser publicado.

Seu endereço de e-mail não será publicado.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *